Tudo mais caro, e agora chegou a vez da cerveja

Inflação do mês de setembro é a maior desde o início do Plano Real, em 1994, nos últimos 12 meses já acumula 10,25%, de acordo com o IBGE.

Não está nada fácil sobreviver no Brasil nos últimos anos, e parece que ainda pode piorar, já que medidas econômicas não são realizadas para alteração do cenário.

Anúncios

Com o descontrole da balança comercial, atual política de preços do barril de petróleo, recorde no valor da energia elétrica, desvalorização do Real, o resultado é a inflação descontrolada. Para servir de exemplo, o custo da cesta básica já é aproximadamente 35% maior no acumulado dos últimos doze meses.

E agora, em outubro, a Ambev, uma das principais cervejarias, anunciou aumento de seus produtos, assim como outras cervejarias estão fazendo ou fizeram recentemente.

Anúncios

Os motivos são justamente todos esses aumentos, como o combustível para frete do produto, aumento da energia elétrica, insumos, vale ressaltar que alguns são importados e negociados em Dólar, que também subiu de preço, soma-se a tudo isso a desvalorização do Real e o resultado é o aumento do preço da cerveja.

A Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) estima que a alta seja de aproximadamente 10%, lembrando que pode haver uma variação desse aumento de acordo com o estado, os aumentos podem variar entre 6% e 10%, no estado do Rio de Janeiro, por exemplo, a média pode ficar próxima aos 7% de aumento.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s