Com mais vacinas, mais uso de máscaras, teremos mais turismo

Há mais de um ano estamos em uma pandemia, as recomendações para evitar a transmissão do vírus todos já sabem, infelizmente, nem todos seguem.  

A vacina, o uso correto de máscara, o distanciamento social, evitar aglomerações, higienização constante das mãos, são algumas simples recomendações sanitárias para que a Covid-19 não se espalhe ainda mais com as novas variantes.

Anúncios

Prevenção

Os métodos preventivos simples e já citados protegem você e o próximo, pessoas contaminadas sem sintomas são transmissoras do vírus. Por isso é importante a conscientização, você pode estar preservando outras vidas, além da sua.

Um estudo da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, evidencia a importância do uso de máscara:

‘Pesquisadores usaram modelos matemáticos dos vários estágios de infecção e da transmissão elo ar e pelas superfícies, analisando diferentes cenários para o uso das máscaras em combinação com medidas de distanciamento’.

Anúncios

‘Os modelos mostraram que, se uma pessoa usa máscara sempre que sai em público, isso é duas vezes mais eficaz para reduzir o risco de transmissão do que quando alguém usa a máscara só depois que tem sintomas. Eles também indicaram que, se pelo menos metade da população usa máscara rotineiramente, o risco de transmissão é reduzido para menos de um’, relata o estudo divulgado também pelo Hospital do Coração.

Anúncios

Máscaras mesmo depois da segunda dose da vacina

Especialistas indicam a importância do uso de máscaras, além das outras medidas, mesmo após a segunda dose. De acordo com o Instituto Butantan, “a rotina não voltará ao normal logo após a imunização. Será preciso ter um pouco mais de paciência antes de abandonar o uso de máscaras”.

Ainda de acordo com a instituição, “a orientação é que as pessoas vacinadas mantenham as medidas de proteção até que a maior parte da população esteja vacinada, o que deve demorar algum tempo. Só então será possível atingir a chamada “imunidade de rebanho”. Enquanto esse estágio não for alcançado, não há garantia de que as pessoas vacinadas não possam ser vetores da doença”.

Vacina e Turismo

O Brasil poderia estar bem mais avançado na vacinação, contudo, o Governo Federal, de acordo com investigação do Senado Federal, chegou a ignorar a aquisição de imunizantes.

O Turismo, um dos setores mais atingidos pela pandemia, vem crescendo ou não de acordo com casos da Cavid-19 de cada localidade.  

Anúncios

Como forma de orientação para os governos, a Organização Mundial do Turismo desenvolveu produtos digitais que atualizam em tempo real as exigências para cada país para entrada de estrangeiros, o órgão também dispõe informações importantes para o seguimento.

A projeção do turismo internacional em Búzios é que ainda vá demorar um pouco para sua retomada, por isso é tão importante o controle do vírus para que a Cidade consiga receber sem maiores riscos o turismo doméstico. (Saiba mais AQUI)


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s