Coronavírus: os dez primeiros dias de isolamento em Búzios

Protocolos internacionais começaram a ser seguidos por diversos estados e municípios para garantir que o sistema de Saúde não entre em colapso, evitando mortes.

As ações no Brasil foram inicialmente lideradas por governadores. No Rio de Janeiro, o governador Wilson Witzel foi um dos primeiros a assinar decretos determinando restrições. Um dos principais pontos era evitando qualquer tipo de aglomeração. No dia 16 de março, medidas já começaram a vigorar para tentar conter o Coronavírus (Covid-19).

Anúncios

Enquanto isso, no dia anterior, domingo dia 15, manifestantes estiveram nas ruas em alguns municípios, em manifestações de apoio ao governo federal e pedindo fechamento do congresso e do STF. Até mesmo o presidente Bolsonaro esteve em uma delas saudando pessoas. Em Búzios, não houve registro de manifestação.

Anúncios

Na sequência da primeira semana de novas regras, entidades e municípios foram se adaptando, cada um com sua realidade. Até mesmo o calendário esportivo, tanto no Brasil, quanto na América Latina, foram suspensos. Os da Europa, Ásia, Oceania e América do Norte a esta altura já estavam suspensos. A Olimpíada que será no Japão, e que seria no meio deste ano, acaba de ser transferida para 2021.    

Em Búzios, o prefeito André Granado seguiu orientação de suspender as aulas no dia 16 de março, como também fizeram as escolas particulares. Contudo, na própria segunda-feira (16), a cidade ainda tinha a frequência normal para esta época, inclusive com barcos saindo com turistas no píer (como registrado na foto).

Ainda em Búzios, no decorrer da primeira semana de isolamento, o prefeito começou a ampliar as medidas, sempre seguindo critérios do Governo Estadual, que por sua vez, segue orientações da OMS (Organização Mundial da Saúde), entre outros órgãos técnicos. A Justiça e a Câmara também flexibilizaram o funcionamento e restringiram alguns serviços temporariamente, mesmo assim, os trabalhos continuam, no entanto, de forma on-line ou por meio telefônico.

Algumas empresas privadas que prestam serviços intermunicipais também seguiram os decretos, a única empresa que faz o transporte Búzios x Rio de Janeiro, no dia 17, já suspendeu o serviço. Na capital, o governador decretou que o município do Rio seria fechado.

No decorrer da primeira semana, as orientações de isolamento domiciliar começaram a ser seguidas pela população. Algumas empresas começaram a manter funcionários trabalhando de casa. Já nesta semana, começamos a ver as ruas realmente vazias e comércios fechados.

Búzios fecha as entradas

Na sexta-feira (20), mais de 700 estrangeiros saíram da cidade em comboio de uma agência de turismo, o aeroporto seria fechado a partir do final de semana.

Anúncios

Já nesta semana, desde o dia 23, novas medidas começaram a vigorar, como o fechamento das entradas de Búzios, permitindo acesso apenas para moradores ou trabalhadores da cidade, o comércio não essencial também fora fechado. Hotéis, pousadas e hostes tiveram prazo de 72 horas para fecharem suas portas. As praias e pontos turísticos estão isolados. Transporte público com funcionamento em 50% da frota e proibidos de alcançarem o limite máximo de passageiros, pontos de taxis estão vazios. Carro de aplicativo apenas os de moradores.  

Ainda nesta semana, as regras foram ampliadas na tentativa de que a pandemia não se espalhe em Búzios. Em funcionamento estão serviços essenciais como mercados, padarias, área médica e veterinária, farmácias, pet shops, entre outros poucos.

Economia x saúde

Muitos empresários e comerciantes estão reclamando de prejuízos e até falência. Trabalhadores estão com medo do desemprego e da falta de renda. Contudo, caso muitos moradores fiquem doentes ao mesmo tempo, o sistema de saúde, tanto o público quanto o particular, não irá suportar. E caso entre em colapso com muitos atendimentos ao mesmo tempo, pode ser que mortes venham a acontecer.

Redes solidárias estão se formando em Búzios, tentando minimizar os impactos da crise mundial. O Governo do Estado está mediando soluções paliativas como o adiamento e a proibição de cortes de serviços como abastecimento de água, de energia elétrica e até telefonia, vale ressaltar que é o adiamento para o pagamento, não a suspensão.  

Anúncios

O Brasil já registra mais de 60 mortes e mais de 2.500 casos confirmados, em Búzios, de acordo com a prefeitura, existem 41 casos suspeitos em isolamento domiciliar (dados do dia 25).

A questão econômica nesse momento não pode ser maior que a vida, toda a sociedade sofrerá impactos econômicos, mas é necessário evitar mortes.

Governos de países do mundo todo estão injetando dinheiro na economia, mais especificamente para população e empresas. Os EUA, por exemplo, anunciaram um pacote de mais de 2 Trilhões de Dólares para enfrentar o impacto. No Brasil, governo anunciou pacotes milionários para os bancos, os pacotes para empresários, autônomos e trabalhadores em geral ainda está sendo debatido. Por enquanto, o melhor é a prevenção, fique em casa! 


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s