O caminho trilhado da organização que difunde a Cultura da Bicicleta

São mais de 8 anos de estrada, quer dizer, de história. Tudo começou mais ou menos em 2010 e 2011, quando um ciclista de Búzios chamava uma turma para pedalar.

Pedaladas e passeios foram acontecendo, amizades surgindo, e nas conversas da turma sempre havia uma única reclamação: as péssimas condições urbanas para a mobilidade por bicicleta.

Pensando nisso, o ciclista, jornalista, fotógrafo e idealizador Sergio Menna Barreto ampliou o foco do grupo de pedal, transformando em uma organização cicloativista, Ciclistas de Búzios.

Em 2011, começou o trabalho na internet, e os passeios ciclísticos também mudaram, em muitos deles um tema, uma causa. Tendo diferentes pautas, não somente ligadas à mobilidade urbana, como tantas outras por uma cidade melhor.

Em 2012, por exemplo, aconteceram as primeiras pedaladas ecológicas para o Mangue de Pedras, já que na época havia um empreendimento imobiliário querendo construir no local e diversas entidades civis e população como um todo estavam na luta. Também houveram outros passeios, como no Dia do Ciclista.    

Dia do Ciclista, em 2012

A luta por uma cidade humanizada

Em 2013, a Organização Ciclistas de Búzios já não estava apenas organizando eventos e campanhas locais, como participava de campanhas nacionais, como no evento ‘Hora Nacional Da Bicicleta’. Já devidamente registrada, no mesmo ano, a organização foi convidada para a Conferência Nacional das Cidades, realizada no Hotel Atlântico, em Búzios. Os Ciclistas de Búzios tiveram inclusive direito ao voto em pleitos que debatiam a cidade, e logicamente a mobilidade urbana esteve na prioridade da organização. Neste ano também foi a fundação da associação de ciclistas da cidade, membros do Ciclistas de Búzios fizeram parte na fase inicial e logo se desligaram, de acordo com Sergio Menna Barreto, ‘por divergências, já que para nós, os ciclistas, pedestres, a mobilidade, a segurança têm que ser prioridade, o que estiver errado tem que ser denunciado, independente de quem tenhamos que cobrar’.

A organização Ciclistas de Búzios começou a atuar de forma mais contundente na luta por espaços para os ciclistas, principalmente. A diretoria da organização chegou a se reunir com Secretário Estadual de Transportes, no intuito de trazer para Búzios placas indicativas, campanhas estaduais, entre outras benfeitorias, mesmo que paliativas, já que conseguir a ciclovia é bem mais complexo. Isso em 2013 e 14, época em que o debate político já estava forte por conta das eleições que se aproximavam. A promessa ficou no caminho, o então secretário e posteriormente candidato chegou a vir à Búzios, no entanto, sem as benfeitorias. Chegou a se reunir com o prefeito, com membros da associação da qual a Organização Ciclistas de Búzios já havia se desligado, mas as benfeitorias ficaram perdidas na via.  

Eventos internacionais e a propagação da cultura da bicicleta

Em 2014 a Organização Ciclistas de Búzios já possuía contatos por todo Brasil, e o aprofundamento da cultura da bicicleta já estava sendo feito, foram nos anos de 2014 e 2015 que a diretoria passou a frequentar eventos internacionais.

“Principalmente nos anos de 2014 e 2015, quando participei dos meus primeiros eventos internacionais. O Fórum Internacional de Mobilidade por Bicicleta, por exemplo, é um ambiente incrível. Pessoas de diversos lugares do mundo falando a mesma língua, tendo a mesma paixão e trocando conhecimento, realidade. Muito enriquecedor. Se o interesse de outras pessoas fosse um pouco maior, de governantes, inclusive, a qualidade de vida de todos seria bem melhor. As cidades quanto mais humanizadas refletem diretamente no dia a dia de cada cidadão. E gera até economia para o Poder Público”, disse Sergio Menna, completando com a afirmação de que ‘não viu ninguém de Búzios nesses eventos’.    

A diretoria também frequentava a Câmara dos Vereadores e Prefeitura, com a intenção de contribuir, levar projetos, reivindicações e denúncias. Participava e participa até os dias de hoje, nas discussões de LOA (Lei Orçamentária Anual) para que não deixem de forma previsão orçamentária para a mobilidade urbana, entre outras.

Participação em Audiência Pública naCâmara Municipal

Educação, cicloturismo e ciclovia

Hoje em dia, a Organização Ciclistas de Búzios tem seu trabalho ampliado. As campanhas educativas são constantes, não somente pela internet ou nas ruas, mas também já realizou eventos com estudantes, por exemplo.

O cicloativismo, isto é, a luta pelo direito dos ciclistas, está na essência da organização. Contudo, há alguns anos a organização também trabalha e difunde o cicloturismo. Um turismo sustentável. Além do aluguel de bicicletas, também realiza passeios guiados. Tem que ser democrático o privilégio em conhecer os lindos lugares de Búzios e de bicicleta.

Depois desses anos de luta, em entrevista com o prefeito e secretários, inclusive o de obras, nos foi garantido ‘que a ciclovia estará pronta em breve’ (a entrevista foi publicada no Búzios Tem). A organização Ciclistas de Búzios estará de olho.  

Sergio Menna Barreto e os estudantes da escola Atelier Mathias, do bairro Maria Joaquina
Obras de urbanismo na principal pista de Búzios

Clique no Ciclistas de Búzios e saiba mais


Anúncios

Um comentário

  1. Parabéns Sergio❣️Pela iniciativa, determinação , seriedade e entusiasmo👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻
    Sucesso sempre para vc e Ciclistas de Búzios🚴‍♀️🚴‍♂️🚴‍♀️🚴‍♂️🚴‍♀️🚴‍♂️🚴‍♀️

    Curtido por 1 pessoa

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s