Temporada de navios

Maior temporada de cruzeiros, economia e a primeira impressão que a cidade passa.

Quem está em Búzios no Verão, algum dia já deve ter percebido algo diferente na paisagem. São os navios de cruzeiro. Embarcações grandiosas, verdadeiros prédios em alto mar. Logicamente, os navios não atracam na costa, como acontece em grandes portos, como, por exemplo, no Rio de Janeiro ou Santos. Os cruzeiristas pisam em terra firme transportados por ‘tenders’, embarcações menores que vêm acopladas nos navios.

Esta é a maior temporada na costa brasileira, iniciados em outubro e com término previsto para abril, inclusive será o primeiro ano que terá o Cruzeiro de Páscoa, mas não fará parada em Búzios.

Continua depois da publicidade

Anúncios

Búzios, economia e o receptivo aos cruzeiristas  

Em Búzios, ainda serão mais de 30 navios até o fim da temporada 2019/20, para chegar ao total de 71 cruzeiros na cidade. A data prevista para a última escala em Búzios é o dia 1°de abril.

O desembarque em Búzios é feito no Porto Veleiro, que tem uma estrutura de padrão internacional e no píer municipal, diversas vezes interditado por gerar perigo iminente e que carece de uma reforma estrutural geral. Os próximos navios em Búzios chegam: hoje (05), dias 7, 9, 10, 11, dois nos dias 14 e 16 e por aí vai.

Os cruzeiristas acabam deixando algum dinheiro na cidade, desde o pagamento da taxa de desembarque até mesmo um suvenir da cidade. A rede gastronômica e hoteleira podem não ter os cruzeiristas como fonte principal de renda, já que estes turistas têm esses serviços a bordo, mas podem acabar ganhando também, principalmente se o turista gostar da cidade e quiser voltar.

A cidade precisa estar funcionando bem, logico que não somente para os turistas. Por exemplo, no trecho de desembarque falta banheiro público, existe um na praça Santos Dumont, contudo, nem sempre está aberto ou em condições de uso. Outras reclamações constantes são línguas negras na areia da praia, buracos e bancos quebrados. Parte dos empresários da Orla Bardot, cartão de entrada dos cruzeiristas, colaboram e bancam manutenção, mas as vezes não é o suficiente.

Mas apesar de alguns problemas, a economia gerada para a cidade é sempre importante. Comerciantes, agências de passeios, quiosqueiros, entre outros, estão sempre aproveitando esse público. A taxa de desembarque também gera receita para os cofres públicos, no entanto, não encontramos o valor no Portal da Transparência da Prefeitura. Búzios é sempre exuberante no que se refere as belezas naturais, isso será muito bem falado, independentemente da localidade do turista. Por isso é tão importante tratar bem no receptivo e ter uma cidade bem cuidada, assim o turista volta.


Apoie Búzios Tem

Contribua com a Mídia Independente

R$20,00


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s